Mora em Lisboa mas recebeu do parlamento como se estivesse a 83 km de distancia

Share Button

Feliciando mora em Lisboa mas recebeu do Parlamento como se estivesse a 83 km de distancia.

Barreiras Duarte tinha casa em Lisboa, mas recebeu subsídio do Parlamento como se vivesse no Bombarral. Ele diz que ficou a perder 10 euros e que deu morada fiscal. Parecer da PGR não lhe dá razão.

Ao longo de 10 anos, Feliciano Barreiras Duarte, hoje secretário-geral do PSD, deu a morada da casa dos pais no Bombarral para cálculo do subsídio de transporte e ajudas de custo na Assembleia da República.

Mas, pelo menos durante nove desses 10 anos, morou na Avenida de Roma, em Lisboa. Os próprios serviços da Assembleia da República confirmaram ao Observador que, nas VII, IX, e X legislaturas (entre 1999 e 2009), o deputado do PSD “declarou, para efeitos de cálculo de ajudas de custos e despesas de deslocação” que era “residente no Bombarral“.

Um deputado do distrito de Leiria recebe hoje, em média, entre 900 e mil euros mensais em abonos de deslocação. Vários deputados contactados pelo Observador confirmam que os parlamentares que residem fora de Lisboa recebem em média mais algumas centenas de euros dos que vivem na capital e os nos concelhos mais próximos.

Feliciano Barreiras Duarte justifica, em respostas ao Observador, que tinha no Bombarral a sua “morada fiscal” e alega até “perder dinheiro” com essa escolha em vez de ter fornecido aos serviços o endereço de Lisboa.

Fonte:https://observador.pt/2018/03/17/feliciano-mora-em-lisboa-mas-recebeu-do-parlamento-como-se-vivesse-a-83-km/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

11 + nineteen =